Após o recente anúncio da seleção de “Bacurau”, novo filme do diretor Kleber Mendonça Filho, que divide a direção com Juliano Dornelles, o Brasil, que agora volta ao centro do mundo cinematográfico, chega ao seu 15° diretor indicado ao prêmio máximo do festival de cinema mais importante do planeta: O Festival de Cannes.

Dornelles, com Bacurau, ocupa agora a cadeira simbólica de número 15 entre os diretores nacionais que concorreram à Palma de Ouro do Festival, que é a principal vitrine do cinema mundial. O longa foi descrito como uma mescla de gêneros como faroeste e ficção científica em pleno sertão nordestino, e vai concorrer com outros 18 filmes de diversas nacionalidades.

Você sabe quais outras obras e diretores já foram indicados ao maior prêmio de Cannes desde 1955?

Confira nossa lista:

  • Roberto Farias – Cidade ameaçada, 1960
  • Lima Barreto – A primeira missa, 1961
  • Anselmo Duarte – O pagador de promessas, 1962 (vencedor)
  • Nelson Pereira dos Santos – Vida secas, 1963; O alienista, 1970; Amuleto de Ogum, 1975
  • Glauber Rocha – Deus e o diabo na terra do sol, 1963; Terra em transe, 1967; O dragrão da maldade contra o Santo Guerreiro, 1969
  • Walter Hugo Khouri – Noite vazia, 1965; O palácio dos anjos, 1970
  • Roberto Santos – A hora e a vez de Augusto Matraga, 1966
  • Arnaldo Jabor – Pindorama, 1971
  • Cacá Diegues – Bye Bye Brasil, 1979; Quilombo, 1984; Um trem para as estrelas, 1987
  • Héctor Babenco – O beijo da mulher aranha, 1986; Coração iluminado, 1998; Carandiru, 2003
  • Ruy Guerra – Kuarup, 1989; Estorvo, 2000
  • Walter Salles – Diário de motocicleta, 2004; Linha de passe, 2008; On the road, 2012
  • Fernando Meirelles – Ensaio sobre a cegueira, 2008
  • Kleber Mendonça Filho – Aquarius, 2016; Bacurau, 2019
  • Juliano Dornelles – Bacurau, 2019

Outros filmes nacionais também serão exibidos em Cannes este ano, porém não irão concorrer ao prêmio principal, são os casos de A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, de Karim Ainouz, Port Authority, de Danielle Lessovitz, Sem Seu Sangue de Alice Furtado, e Indianara, de Aude Chevalier-Beaumel e Marcelo Barbosa.

O 72º Festival Anual de Cinema de Cannes será realizado de 14 a 25 de maio.