A Técnica Meisner surgiu e desenvolveu-se pelo ator e professor de atuação norte-americano Sanford Meisner a partir dos estudos de Constantin Stanislavski, grande diretor e ator russo. Meisner aprofundou a técnica depois de trabalhar com Lee Strasberg e Stella Adler no Theatre Group e, enquanto trabalhava como chefe do programa de atuação em Nova York ‘s Neighborhood Playhouse, e continuou a refiná-la por mais de 50 anos.

Uma das suas principais características e particularidades da técnica é a de desenvolver em cada ator a disciplina e a concentração necessárias para o aprendizado e o desenvolvimento, a fim de trabalhar a imaginação e o futuro, que para Meisner é um campo muito mais vasto que o passado e seu repertório de experiências já vivenciadas.

A técnica propõe uma sequência de exercícios, sempre desenvolvidos em duplas, e que se configura como um processo de auto-investigação do ator através de atividades apropriadas para a concentração e o melhor relacionamento com o parceiro de cena. Com esses exercícios, o ator é desafiado a exprimir o máximo de verdade possível em uma situação imaginária. Esse aspecto é de extrema importância para o sucesso do trabalho, pois na maioria das obras audiovisuais, seja ela peças teatrais, novelas, séries ou filmes, as situações propostas serão imaginárias e lhe exigirão este domínio.

Renomados atores do teatro e do cinema americano passaram pelo aprendizado da técnica, entre eles, Diane Keaton, Sandra Bullock, Amy Schumer, Alec Baldwin, Grace Kelly, Steve Mc Queen, Christopher Loyd, Robert Duvall, Meryl Streep e muitos outros. Essa técnica também é bastante difundida no Brasil, sendo utilizada em diversos filmes nacionais, como: Tropa de Elite, Cidade de Deus, Heleno, Bruna Surfistinha, e etc.

Atualmente, nos EUA, a Técnica Meisner é uma das principais técnicas de preparação de atores para Cinema e TV, conquistando cada vez mais novos adeptos.